top of page

A Solidão do Super Dotado

Ser um super dotado não é fácil. Ter um QI acima da média pode parecer um presente da natureza, mas também pode ser uma maldição que traz muita solidão. As pessoas podem pensar que a inteligência é uma bênção, mas a verdade é que ela pode ser um fardo difícil de carregar.

A man sitting on a rooftop at night, looking at the city lights in the distance, capturing the depth of his thoughts and the weight of his intelligence, evoking a sense of introspection and contemplation, photography art, using a realistic style with a focus on texture and lighting.

O que é ser super dotado?

Antes de falar sobre a solidão dos super dotados, é importante entender o que significa ser super dotado. De acordo com o psicólogo Lewis Terman, uma pessoa é considerada superdotada quando seu QI está acima de 130. Isso significa que apenas 2,5% da população mundial é considerada super dotada.


O estigma da inteligência

Embora a inteligência seja valorizada em nossa sociedade, os super dotados muitas vezes enfrentam um estigma associado à sua inteligência. Muitas vezes são rotulados como nerds, esquisitos, ou simplesmente incompreendidos. A sociedade muitas vezes não sabe como lidar com a inteligência acima da média, e isso pode levar à solidão.

A dificuldade em encontrar pessoas com interesses semelhantes

Os super dotados muitas vezes têm dificuldade em encontrar pessoas com interesses semelhantes. Eles podem se sentir deslocados em grupos sociais e ter dificuldade em se conectar com os outros. Muitas vezes, eles acabam se isolando e ficando sozinhos.

O fardo da autoexigência

Os super dotados muitas vezes se colocam sob uma grande pressão para serem perfeitos. Eles podem ter expectativas irrealistas de si mesmos e se esforçar para atingir metas que são impossíveis de alcançar. Isso pode levar à ansiedade e depressão, e aumentar a sensação de solidão.

A falta de desafios intelectuais

Os super dotados muitas vezes ficam entediados facilmente. Eles precisam de desafios intelectuais para se sentirem estimulados e satisfeitos. Quando não conseguem encontrar esses desafios, podem se sentir inquietos e insatisfeitos. Isso pode levar à solidão e à sensação de que ninguém os entende.

A dificuldade em se relacionar com os outros

Os super dotados muitas vezes têm dificuldade em se relacionar com os outros. Eles podem ter uma linguagem mais complexa e usar termos técnicos que as pessoas comuns não entendem. Isso pode fazer com que se sintam isolados e incompreendidos.

O estresse do perfeccionismo

Os super dotados muitas vezes são perfeccionistas. Eles se esforçam para fazer tudo perfeitamente e podem ser muito críticos consigo mesmos quando não atingem seus objetivos. Isso pode levar à ansiedade e depressão, o que pode aumentar a sensação de solidão.

O medo de serem julgados

Os super dotados muitas vezes têm medo de serem julgados pelos outros. Eles podem se sentir inseguros sobre suas habilidades e temem que os outros descubram que não são tão inteligentes quanto parecem. Isso pode levar à solidão, pois eles evitam situações sociais para não serem expostos.

A sensação de ser diferente

Os super dotados muitas vezes se sentem diferentes dos outros. Eles podem se sentir isolados em sua inteligência e se questionar por que não conseguem se encaixar. Essa sensação de diferença pode levar à solidão e ao sentimento de que ninguém os compreende.

A busca por um propósito

Os super dotados muitas vezes procuram um propósito em suas vidas. Eles querem fazer algo significativo e usar suas habilidades para ajudar os outros. No entanto, essa busca pode ser solitária e frustrante, especialmente quando não conseguem encontrar um propósito que seja satisfatório.

A solidão como fonte de criatividade

Apesar da dor da solidão, muitos super dotados encontram na solidão a fonte de sua criatividade. A solidão lhes dá tempo e espaço para refletir e criar, e muitas vezes é nesses momentos de solidão que surgem grandes ideias.

A importância de encontrar comunidades

Embora a solidão possa ser uma parte inevitável da vida dos super dotados, é importante que eles encontrem comunidades onde possam se conectar com pessoas que os compreendam. Isso pode ser através de grupos de interesse, atividades extracurriculares ou comunidades online.


A aceitação da solidão

Por fim, é importante que os super dotados aprendam a aceitar sua solidão e a encontrar a beleza nela. A solidão pode ser difícil, mas também pode ser uma oportunidade para crescer e se conectar consigo mesmo em um nível mais profundo.

Em resumo, a solidão dos super dotados é uma realidade difícil, mas também pode ser uma fonte de inspiração e crescimento. É importante que eles encontrem maneiras de se conectar com outras pessoas e aprendam a aceitar sua solidão como uma parte de quem eles são. Afinal, ser super dotado não precisa ser uma maldição, pode ser um presente.


Conclusão

Ser um super dotado é uma jornada desafiadora. A solidão pode ser uma das batalhas mais difíceis que eles enfrentam, mas também pode ser uma oportunidade para encontrar significado e propósito em suas vidas. Aprender a aceitar a solidão e encontrar maneiras de se conectar com outros que os compreendem pode ser uma fonte de força e inspiração. Os super dotados têm muito a oferecer ao mundo e é importante que eles encontrem uma maneira de compartilhar seus talentos e habilidades com os outros, enquanto honram a sua própria jornada única.


| AUGUSTO RUBIALE



PERGUNTAS FREQUENTES


1. Ser super dotado é uma bênção ou uma maldição?

  • Ser super dotado pode ser tanto uma bênção quanto uma maldição. Embora a inteligência seja valorizada em nossa sociedade, os super dotados muitas vezes enfrentam um estigma associado à sua inteligência.

2. Por que os super dotados têm dificuldade em se relacionar com os outros?

3. Como os super dotados podem lidar com a solidão?

4. A solidão pode ser uma fonte de criatividade?

5. Por que é importante que os super dotados aprendam a aceitar sua solidão?


201 views0 comments

Comments


bottom of page